Home LIVROS Resenha de Casa de Terra e Sangue, de Sarah J. Maas

Resenha de Casa de Terra e Sangue, de Sarah J. Maas

by Luisa Ortiz

A estreia da incrível autora Sarah J. Maas na literatura para adultos aconteceu este mês e eu, como grande fã da escritora, não pude deixar de colocar a obra como prioridade na minha listinha de leitura. O livro, que é um calhamaço de capa maravilhosa, tem quase novecentas páginas de pura fantasia, romance e aventura.

Para quem nunca ouviu falar desse universo, Sarah tem outras duas sagas: Trono de Vidro e Corte de Espinhos e Rosas, ambos best-sellers de fantasia e muito bem recebidos pelo público. Embora você não precise necessariamente ter lido essas publicações anteriores, eu aconselho acompanhar, principalmente para se familiarizar com os termos/mitologia, que podem ser um pouco complexos.

Pôster com arte que acompanha a edição da pré-venda.

SINOPSE:

“Bryce Quinlan tinha a vida perfeita – trabalhava duro o dia todo e festejava noite adentro -, até que um demônio assassina alguns de seus melhores amigos, deixando-a destruída e mudando sua vida para sempre. Sem entender como sobreviveu ao ataque da besta, a semifeérica tenta superar a perda, com o consolo de que o culpado por conjurar o demônio está atrás das grades. Mas quando os crimes recomeçam, dois anos depois e com as mesmas características, Bryce se vê no meio de uma investigação que pode ajudá-la a vingar a morte dos amigos. Hunt Athalar é um notório anjo caído, agora escravizado pelos arcanjos que um dia tentou derrubar. Suas habilidades brutais e força incrível foram definidas para alcançar um único objetivo: assassinar sem perguntas os inimigos do seu chefe. Mas com um demônio causando estragos na cidade, ele ofereceu um acordo irresistível: ajudar Bryce a encontrar o assassino, e sua liberdade estará ao seu alcance. Enquanto Bryce e Hunt se aprofundam nas entranhas da Cidade da Lua Crescente, eles descobrem um poder sombrio que ameaça tudo e todos que amam, e encontram um no outro uma paixão ardente que teria o poder de libertar os dois, se eles apenas a aceitassem.”

Assim que comecei a história, não consegui parar. Devorei oitocentas e poucas páginas em menos de uma semana e me vi tão envolvida pelo enredo e pela genialidade da autora que, acreditem ou não, cheguei a até sonhar com o livro! Sarah J. Maas criou um mundo fantástico, rico em detalhes, com personagens femininas fortes e reais, além de inserir, em meio à ficção, dilemas verdadeiros e muito presentes na vida do jovem adulto, seja a pressão para ser alguém, a rejeição, os problemas com compromisso e, sobretudo, a importância da amizade.

Bryce Quinlan é uma protagonista que começa o livro sendo vista como fútil pela maior parte dos conhecidos, e acaba por se tornar uma heroína de cair o queixo, numa evolução de personagem eletrizante. O romance, apesar de não ser o tópico principal, é cativante e bem explícito – aí está o motivo da tão comentada “classificação etária” na capa (risos) -, além de contar com muitas cenas de luta e violência sangrentas, que te fazem visualizar com precisão os embates.

Para mim, o mais impressionante foi comparar o quanto a escrita da Sarah melhorou desde Trono de Vidro, não só porque esse livro é direcionado ao público adulto, mas por causa da trama mais bem elaborada, das reviravoltas e dos momentos emocionantes que até me arrancaram lágrimas.

Já estou ansiosa pelos próximos livros da saga da Cidade da Lua Crescente! Se você também é fã de fantasia, pode acrescentar à sua to-be-read list sem medo.

Mais alguém já leu esse livrão (literalmente)? O que acharam? Conta pra gente nos comentários!

Fique ligado no site para mais resenhas, posts e indicações literárias!

Desperte seu Geek Interior. 🙂

Related News

Leave a Comment

Esse website utiliza cookies para melhorar a sua experiência. Se você estiver Ok com isso, por favor clique em aceitar. Aceitar