Home ANIME 5 Animes LGBTQ+

5 Animes LGBTQ+

by Julia Dalcin

Estamos no #MêsdoOrgulhoLGBTQIA+ e claro que os animes não vão ficar de fora!!

Yuri on Ice

O anime conta a história de Yuri Katsuki, um jovem patinador artístico japonês, de 23 anos, que sofre uma derrota esmagadora durante as competições finais do Grande Prémio de Patinagem Artística no Gelo.

Por conta de diversas falhas, Yuri desenvolve sentimentos conflitantes sobre patinar no gelo novamente, por conta disso decide interromper temporariamente a sua carreira sem saber se voltaria. Depois de 5 anos e se formar na faculdade de Detroit, Yuri volta para sua casa em Hasetsu.

Após sua volta, Yuri resolve visitar sua amiga de infância Yuko, no rinque de patinação, e como uma brincadeira ele imita perfeitamente uma coreografia do famoso patinador russo Victor Nikiforov, seu ídolo desde criança, sua apresentação é gravada sem ele saber e colocada na internet! O vídeo acaba viralizando e chega aos olhos do próprio Victor que assiste e decide viajar repentinamente a cidade de Yuri para tornar-se seu treinador.

Ao lado de Victor, Yuri almeja vencer o Grande Prémio de Patinagem Artística no Gelo contra seu maior rival Yuri Plisetsky, um patinador prodígio russo de quinze anos de idade.

No anime logo no começo eles não deixam explicito sobre a sexualidade das personagens, maaaasss, fica bem claro a tensão sexual entre Yuri e Victor! E MEUS AMIGOS! Esperem até o final para abraçar aquela travesseiro e gritar de emoção!

Citrus

O anime conta a história de Yuzu Aihara, uma menina espontânea, divertida e ligada em moda, popular que muda-se para uma nova vizinhança e escola após o novo casamento de sua mãe.

Para a surpresa de Yuzu ela vai para uma escola só para meninas. E meninas extremamente conservadoras. Logo no primeiro dia ela se desentende com Mei Aihara, presidente do Conselho Estudantil, a mais rígida de todas as estudantes que praticamente faz todas as meninas ficarem em ordem.

Após chegar em casa Yuzu descobre que, devido ao novo casamento de sua mãe, Mei acaba se tornando a nova irmã! Yuzu fica desesperada de ter que lidar com ela não só na escola mas também em casa, mas para a surpresa dela Mei logo na primeira noite lhe rouba um beijo, despertando sentimentos que Yuzu não compreende. Agora Yuzu precisa entender o que Mei quis dizer com aquele beijo e todos esses sentimentos novos que nunca tinha sentido.

A série segue a evolução da relação entre as duas meninas, descobrindo sua sexualidade e tendo que disfarçar para seus pais e amigos. Ambas começam a aprender mais sobre si, e com a crescente confusão de Yuzu quando descobre que está começando a desenvolver sentimentos românticos pela sua nova irmã.

Wandering Son

Provavelmente um dos animes mais delicados e bonitos dessa lista (na minha opinião), pois se trata da descoberta de sexualidade de duas crianças! O anime aborda isso da maneira mais leve e bonita possível. Essa história tem dois protagonistas Shuichi Nitori, que se descobre uma menina trans e seu amigo Yoshino Takatsuki que se descobre um menino trans.

As duas crianças que estão apensar na quinta série são amigas e estão passando por esse momento delicado de descoberta e transição juntas. Shuichi começa a entender melhor o que está acontecendo quando decide experimentar as roupas de sua irmã mais velha e começa a se sentir confortável com elas. E Yoshino que está sempre usando roupas de menino também se sentindo mais confortável desse jeito.

O anime aborda a questão da transição de gênero no período da puberdade, as duas crianças se veem preocupadas com seus corpos mudando porém não se identificando dentro deles. Eles tem que lidar com emoções, paixões, família e amigos, enquanto passam por tudo isso.

Given

Esse anime de 2019 realmente abalou o coração de todos que assistiram, ainda mais por quem não acompanha o mangá e acabou sendo surpreendido por um dos romances gays mais lindos que eu já vi. O anime conta com 11 episódios e com a promessa de uma continuação em filme para 2020.

Essa história acontece em torno de uma banda de 4 membros, que no começo são apenas 3. Ritsuka Uenoyama é um estudante de ensino médio e o guitarrista principal (e no começo, o único) da banda amadora que tem. Sua escola recebe um novo aluno aluno extremamente tímido, chamado Mafuyu Satō que acaba descobrindo que que Ritsuka toca guitarra. Então um belo dia Mafuyu leva sua guitarra para a escola e pede para que Ritsuka o ensine a tocar, ele recusa diversas vezes, mas Mafuyu é insistente e diz que precisa aprender para que consiga tocar a música que está na sua cabeça.

Curioso, Ritsuka pergunta como é esse música e Mafuyu começa a cantar, o que surpreende Ritsuka com uma voz incrível! Depois disso Mafuyu entra para a banda como vocalista e Ritsuka começa a ensina-lo a tocar guitarra. Logo depois vemos os sentimentos entre Mafuyu e Ritsuka crescendo. O que deixam Ritsuka confuso porém Mafuyu parece estar confortável com tudo isso. Na banda também temos Akihiko e Haruki, o baterista e o baixista, respectivamente. Que são mais velhos e tem seus conflitos próprios e muita tensão sexual entre os dois. Apesar da história deles acabar sendo um segundo plano do anime, também aquece muito os corações.

Sailor Moon

Para alguns ter Sailor Moon nessa lista pode ser uma surpresa, mas para outros talvez seja mais do que óbvio! O anime dispensa apresentações, todos nós conhecemos a história de Serena (ou Usagi), nossa estudante de ensino médio que recebe a visita de uma gata mágica que a transforma em uma Guerreira Lunar! E se junta com mais 4 meninas para combater o mal e salvar o mundo. Maaaasss, não podemos esquecer do nosso núcleo LGBTQ+ representado no anime!

A dupla mais conhecida entre os fãs do anime são as Sailors Urano e Netuno. As duas guerreiras são praticamente um casal, apesar de não chegarem a usar exatamente essas palavras, mas não existem nem disfarces nem rodeios quando falamos das duas. Agora para os fãs existem diversas teorias de que outras Sailors como Mercúrio, Jupiter e Marte também seriam lésbicas ou Bi, mas tudo isso seriam apenas teorias de fãs.

Também podemos colocar aqui na trem do vale as Sailors Starlights! Que muitos acreditam que elas seriam todas Queer, mas claro que no anime nada disso é falado explicitamente. O anime é da década de 90 então muitas coisas foram cortadas ou censuradas para que nada disso fosse dado a entender. Mas os fãs acreditam que com olhares atentos, Sailor Moon é um dos animes mais LGBTQ+ que já existiu. O que acham?

Related News

Leave a Comment

Esse website utiliza cookies para melhorar a sua experiência. Se você estiver Ok com isso, por favor clique em aceitar. Aceitar