Home CULTURA POP #MÊS DA MULHER: Saiba mais sobre 5 heroínas dos games

#MÊS DA MULHER: Saiba mais sobre 5 heroínas dos games

by Natalia Lopes

No dia 8 de Março é celebrado o dia internacional da mulher, e pra abrir as comemorações desse mês, trouxemos 5 personagens famosas dos games e um pouco da história de cada uma!

Lara Croft

(Fonte: Pinterest)

Lara Croft é a protagonista da franquia Tomb Raider, lançada em 1996. Lara é uma arqueóloga que vive várias aventuras, muitas vezes bem perigosas atrás de relíquias escondidas em tumbas, labirintos e ruínas. Suas caçadas são sempre cheias de quebra cabeças, e mistérios a serem resolvidos, os quais ela tira de letra com suas habilidades acrobáticas e conhecimento histórico.

E quanto maior o tesouro, maior a concorrência! Lara sempre acaba cruzando com inimigos, sejam eles humanos ambiciosos e perigosos ou animais (desde de ursos até, acreditem, dinossauros!!!)

Tomb Raider fez tanto sucesso que já teve sua história diversas vezes adaptada para as telonas:
Interpretada por Angelina Jolie em Lara Croft: Tomb Raider (2001) e Lara Croft: Tomb Raider: A Origem da Vida (2003) e por Alicia Vikander em Tomb Raider: A Origem (2018)

Jill Valentine

(Fonte: Reprodução)

Jill Valentine é um dos personagens principais da franquia Resident Evil e nasceu no mesmo ano da Lara Croft (1996) em Resident Evil. No game Jill faz parte da Delta Force, assim como o personagem Chris Redfield, e luta contra as Corporações Umbrella (empresa responsável pela criação do T-vírus e tantos outros da franquia).

E se você acha que ela é “só mais um” personagem da franquia, se engana! Jill é uma das personagens mais clássicas e mais queridas pelos fãs, fazendo parte de vários games subsequentes da franquia como protagonista.

Um fato interessante sobre a personagem, é que em seu primeiro design (Final Fantasy I), Jill apresenta um vestuário militar tático e, de acordo com Shinji Mikami (diretor do primeiro game e responsável pela criação de Jill e outras personagens da franquia como Rebecca Chambers e Claire Redfield) sempre criava suas personagens de forma que não fossem objetificadas: “Eu não sei se coloquei mais ênfase nas personagens femininas, mas quando eu as apresento, nunca é como um personagem objetificado. Em [outros] jogos, elas sempre serão personagens secundários com proporções de seios ridículas. Eu evito esse tipo de erotismo óbvio”. (fonte: wikipedia)

Esse padrão usado por Mikami não foi seguido nos demais games. Em Resident Evil 3, Jill retorna à serie com o traje, que acabou se tornando um clássico da personagem, de tomara que caia e saia. Chegaram a criar até um traje que rendeu o apelido de “mind-controlled BDSM assassin” (assassina BDSM controlada pela mente) à personagem em Resident Evil 5 por ser um suit extremamente colado, aparentemente feito em latex.

Em Resident Evil 3: Remake, o traje da personagem sofreu uma grande alteração com o intuito de entregar um visual mais realista e condizente com um apocalipse zumbi (vamos combinar que usar uma saia e tomara que caia não era a roupa mais adequada para combater zumbis, principalmente o Nemesis!)

Chun Li

(Fonte: Games Radar)

Chun Li é uma das personagens mais conhecidas da franquia de games Street Fighter e teve sua primeira aparição em 1991 no game Street Fighter II: The World Warrior. Apesar de não ser a personagem principal da franquia, Chun Li é uma das personagens mais icônicas e populares de Street Fighter e foi também a primeira personagem feminina criada para jogos de luta.

No game, Chun Li trabalha para a Interpol e busca vingança contra M. Bison pela morte de seu pai. Além de ser uma excelente detetive, ela é especialista em artes marciais e possui um jogo de golpes de perna que é difícil superar!

Chun Li é um dos grandes exemplos de mulher forte que temos em games de luta e que sempre esteve na franquia.

Ellie – Last of Us

(Fonte: Reprodução)

Ellie é a co-protagonista do game Last of Us, lançado em 2013. O jogo se passa em um momento pós apocalíptico, no qual Joel (personagem principal) está vivendo e acaba cruzando seu caminho com Ellie, a única pessoa imune ao fungo que está transformando todos em zumbis.

Ellie se tornou uma das personagens femininas mais queridas no mundo dos games e retorna, após o sucesso de Last of us, como protagonista da sequência Last of us II.

Uma das características que se tornou marcante na personagem, é que Ellie é uma das primeiras personagens femininas assumidamente LGBTQ+ dos games, o que não era o foco do desenvolvimento da personagem, mas pela disrupção, acabou se tornando um assunto relevante no mundo dos games (de qualquer forma, foi um ponto super positivo quando pensamos na representatividade da personagem para o público LGBTQ+, que é alguém forte, resiliente e extremamente relevante para a história do game).

Samus Aran – Metroid

(Fonte: Reprodução)

Por último, mas não menos importante, temos Samus, a personagem principal da franquia METROID da Nintendo. Metroid foi criado em 1986 e foi um dos primeiros games a ter uma protagonista feminina, mas o mais interessante é que os jogadores só descobriam isso no final do jogo!

Durante o game, acreditava-se que Samus era um homem, pois até o jogo a referenciava como sendo do sexo masculino, e somente no final, ao digitar a senha JUSTIN BAILEY, Samus era revelada ao público como uma mulher.

E aí, lembra de mais alguma personagem marcante dos games? Manda pra gente!

Related News

Leave a Comment

Esse website utiliza cookies para melhorar a sua experiência. Se você estiver Ok com isso, por favor clique em aceitar. Aceitar