Home CULTURA POP Resenha: Os Testamentos, de Margaret Atwood (O Conto da Aia #2)

Resenha: Os Testamentos, de Margaret Atwood (O Conto da Aia #2)

by Luisa Ortiz

Aviso importante: essa resenha possui alto teor de spoilers! Porque é disso que o povo gosta, né?

Bom, quem está familiarizado com o primeiro livro da saga de O Conto da Aia, da brilhante Margaret Atwood, e também acompanha a aclamada série de TV produzida pela Hulu, provavelmente tem mil e uma curiosidades sobre o que acontece após o primeiro livro/última temporada da série e, se você quer respostas na sua mesa AGORA, esse é o post ideal. Senta que lá vem história (ou resenha).

“Os Testamentos”, continuação da saga publicada pela Rocco, se passa quinze anos após os eventos de O Conto da Aia. Caso você não se lembre, o primeiro livro acaba com a protagonista June fugindo da casa dos Waterford com a ajuda de Nick, seu amante e também Olho.

Apesar de ficar subentendido que sua fuga é bem-sucedida, surpreendentemente a continuação não tem a heroína como protagonista e, escapando um pouco do estilo unilateral e constante de escrita, o novo livro acompanha não apenas uma, mas três protagonistas: uma Filha, uma Tia e uma garota que vive no Canadá, longe do regime teocrático de Gilead.

Mas quem são elas?

The Handmaids Tale Brasil – todos os direitos reservados.

Agnes Jemima faz parte da primeira geração de jovens a chegar à fase adulta sob o regime de Gilead. Filha de um importante Comandante e de uma mãe amável, ela quase não tem lembranças de sua tenra infância. Ou seja, não sabe das atrocidades que ocorreram para que a nova ordem mundial fosse estabelecida. Para ela, todo o cenário distópico pautado na Bíblia parece fazer sentido, pelo bem maior. É então que as coisas começam a mudar quando se vê órfã de mãe, sozinha, com o distante pai querendo usar seu precoce casamento de modo a fazer alianças políticas.

Se você assistiu à série de TV, já deve ter feito essa ligação. Agnes é ninguém menos que Hannah, filha de June e Luke que foi sequestrada e levada quando ambos tentavam fugir dos Estados Unidos, logo no início do Estado de Emergência.

Daisy vive no Canadá com um casal que acredita serem seus pais. Independente e bem-resolvida, ela é uma jovem audaciosa. Frequenta a escola, ajuda na loja de roupas da família, a Clothes Hound , acompanha chocada as notícias de tudo que ocorre em Gilead e até começa a participar de protestos de rua contra o regime. Apesar dos mistérios quanto algumas coisas, como o fato de não possuir fotografias de sua infância e de seus pais sempre mudarem de assunto quando perguntados, Daisy acha que está tudo bem… Até que sua vida vira de cabeça para baixo após um terrível atentado que lhe faz perder tudo. Em busca de respostas, ela vai se envolver com o grupo da Resistência e irá cruzar uma fronteira que jamais pensou, questionando até mesmo sua própria identidade.

Hulu – todos os direitos reservados.

Tia Lydia é uma das maiores e mais respeitadas executoras do regime de Gilead. Séria, temível e de pulso-firme, ela controla Árdua Hall, a “escola” para Tias, guarda os mais sujos segredos dos Comandantes e sua autoridade não é nem questionada por estes. Conforme a autora se aprofunda nos pensamentos da personagem, descobrimos várias coisas sobre o seu passado, como sua antiga profissão: uma competente juíza da Vara de Família (diferentemente da série da TV, onde a mesma é retratada como professora do jardim da infância).

Sua inteligência e frieza fizeram com que sobrevivesse ao regime de Gilead e ganhasse uma rara posição de poder nele, mas o que ninguém sabe é que ela vem, há anos, arquitetando sua queda, e quer levar o país que criaram junto de si de uma vez por todas.

Os Testamentos não me decepcionou em nenhum momento. É a conclusão que os fãs precisavam e, ao mesmo tempo, por se passar quinze anos após a storyline de June, não interfere em nada com o futuro da série de TV – pelo contrário, a autora inclusive usa diversos elementos da adaptação visual para complementar seu segundo livro, coisa que eu achei incrível, pois deixa o universo livro-série mais fiel e interligado.

Para mim, Margaret Atwood é uma das mais importantes escritoras desse século e toda mulher deveria tê-la em sua cabeceira.

E você, já leu algum desses livros ou ficou interessada(o)? Espero que sim!

Você consegue adquirir o livro na livraria mais próxima ou através da Amazon.

Acompanhe o blog para mais notícias, posts e resenhas sobre livros. 😉

Related News

Leave a Comment

Esse website utiliza cookies para melhorar a sua experiência. Se você estiver Ok com isso, por favor clique em aceitar. Aceitar